Menu fechado

Mariani foca em mobilidade urbana e educação no penúltimo debate do primeiro turno

O candidato do MDB ao governo do Estado, Mauro Mariani, focou sua participação no penúltimo debate do primeiro turno, realizado pela RIC/Record neste sábado, 29, em temas voltados à mobilidade urbana e educação. Entre os compromissos assumidos pelo emedebista estão a reforma das pontes Pedro Ivo Campos e Colombo Salles, em Florianópolis, a conclusão dos trabalhos na ponte Hercílio Luz e a realização de um mutirão de volta às aulas para recuperar aproximadamente 64 mil crianças e adolescentes que deixaram de frequentar a escola.

Sobre as pontes de Florianópolis, Mariani ressaltou a necessidade de uma reforma de forma imediata. Segundo ele, caso o trabalho não seja feito, existe a possibilidade de esse patrimônio se perder. Mariani também ressaltou a necessidade de uma maior sintonia com as prefeituras para resolver os problemas de mobilidade.

“Nós vamos ter uma interface do governo do Estado para ajudar nos municípios, fazer a articulação. Hoje, na mobilidade urbana, não se consegue resolver apenas com ação municipal. Tem de ser uma ação articulada nos municípios que compõe a região metropolitana, especialmente em Florianópolis”, disse o emedebista.

Em relação à ponte Hercílio Luz, o candidato destacou a necessidade de entregar a obra para que ela possa fazer parte mais uma vez do mobiliário urbano da capital e ajudar a desafogar o trânsito da região:

“A pior obra é aquela inacabada, que não se termina. Por isso, nós vamos concluir a reforma da ponte Hercílio Luz e utilizá-la como equipamento urbano para ajudar a resolver a questão da mobilidade urbana em Florianópolis. Mas claro que só ela não vai resolver, a Via Expressa precisa ser atualizada e especialmente a BR-101, com as marginais em viaduto, projeto esse que já está em andamento junto à ANTT, porque o contorno viário de Florianópolis vai resolver apenas 13% do movimento”

Mutirão de volta às aulas

Mauro Mariani também falou sobre a questão educacional, considerada pelo atual deputado federal como a “prioridade das prioridades”. Caso seja eleito, o emedebista afirmou que sua primeira ação será um mutirão para trazer de volta à sala de aula as crianças e adolescentes que deixaram as escolas.

“O nosso problema hoje é o Ensino Médio, onde somos o nono no IDEB. É uma posição que não condiz com a excelência de Santa Catarina. Nós vamos fazer um grande mutirão de volta às aulas. Vamos em busca de mais escolas em tempo integral. Esse é o foco: ter uma educação preparando para o futuro. No meu governo, não vai faltar dinheiro para a educação. Queremos um ambiente escolar aprazível e ter o professor como protagonista, valorizando o magistério”, disse.

Já na parte final do debate, Mariani falou um pouco sobre propostas para estimular a aviação regional, o turismo e ações para combater a violência contra a mulher. Em suas considerações finais, o emedebista relembrou um pouco de sua trajetória política e do seu vice, o jovem Napoleão Bernardes, ex-prefeito de Blumenau.

“Nas últimas semanas, percorremos toda Santa Catarina. Quero agradecer o carinho de todos que nos receberam em nossa caminhada. Eu e o Napoleão somos a renovação na política catarinense. Construímos a nossa própria história, sem sobrenome de político famoso. Fomos eleitos e reeleitos prefeito, o que atesta que prestamos serviços para a população”, finalizou.